Lua Nova em Caranguejo, 4 de Julho/2016

Depois de “e tudo o vento levou”, deixa a intuição guiar-te ao teu porto de abrigo, às tuas respostas…

Deixamos para trás o ciclo da Lua Nova de Gémeos e abraçamos agora o novo ciclo que se inicia a 4 de Julho, com o encontro dos Luminares (Sol e Lua) no intuitivo e emocional signo de Caranguejo.

Deu para sentir o ”caos” do mês anterior? Não foi fácil lidar com a “tempestade” do céu, com ventos vindos de todo o lado, puxando em diferentes direções (efeito astrológico –  Grande Cruz Mutável). No panorama mundial basta ter estado atento a alguns acontecimentos que espelharam “desorientação coletiva”. Ao nível individual, cada um de nós, à sua maneira, e em diferentes escalas, deve ter experienciado no mínimo dificuldade em focar a energia. A sensação que me dá é que andámos no mês passado no corre-corre a “apagar fogos”. Atividades como planeamento, gestão de prioridades/tempo/informação foram tarefas árduas! A dada altura entrámos no deixa fluir…o que é muito interessante porque quando passamos a uma abordagem à vida do tipo “deixa fluir” é porque tomámos consciência que as nossas tradicionais respostas/soluções já não funcionam. Isto é o Universo a trabalhar e a “forçar-nos” a dar espaço para que novas formas de pensar e viver possam emergir. Oxalá mais flexíveis, mais leves, mais open-minded, mais universais….

Neste novo ciclo, início a 4 de Julho, com forte ênfase no signo de caranguejo (Sol, Lua, Vénus e Mercúrio neste signo), a nossa atenção e recetividade viram-se para as questões da segurança, família e pátria. Andaremos à procura de um porto de abrigo onde possamos recarregar energias e restaurar o impacto que o desgaste do ciclo anterior provocou.

A questão de fundo a trabalhar neste ciclo, parece-me, é encontrar algo dentro e/ou fora de nós que nos devolva um sentimento de pertença, é aqui que quero estar, é aqui que quero trabalhar, é aqui que me sinto bem, é aqui que sou feliz, é isto que valorizo e me dá segurança, são estes os valores e ideais que me orientam…

Para tudo há um tempo e agora o tempo é de encontro com o que nos dê segurança e sentimento de pertença.

Num nível mais profundo poderemos andar focados à procura do nosso lugar no mundo onde consigamos criar raízes, construir uma nova casa/projeto que cresça e que se desenvolva, assente numa nova estrutura…mais flexível e ajustada aos novos tempos – “lições” do ciclo anterior.

Pode ser uma excelente altura para fazer um retiro sozinho, aproveitar momentos de silêncio, mergulhar no passado com uma visão diferente, mais sábia mas também mais healing. Criar um espaço interior que a qualquer momento possa ser acedido e possa trazer segurança em tempos de tempestade e instabilidade.

A família é a base e suporte para a maioria das pessoas e é cultivando relações familiares fortes que muitos encontram o seu porto seguro. Assim, este é também um bom período para ir de férias com a família e/ou reparar e fortalecer as relações familiares. Com a agitação do ciclo anterior, o tempo e espaço para a família pode ter sido comprometido.

Noutra perspetiva, e para quem se sente à deriva a nível profissional, esta pode ser uma boa altura para procurar respostas sobre o tipo de projetos/trabalho que o faz sentir em casa (eu pertenço aqui).

Caranguejo é regido pela Lua e a Lua rege o alimento físico e emocional. Desta forma, e ainda mais com a Lua e Sol opostos a Plutão, que tal cuidarmos de nós e/ou de quem precise à nossa volta. Um ciclo de cura profunda nas várias camadas. Cura física, cura emocional, cura espiritual,

Em todos os cenários parar e cultivar momentos de silêncio. Ter paciência, e nesse estado meditativo e sem forçar nada deixar que as respostas que precisamos apareçam de forma intuitiva. Caranguejo é o mestre da intuição e este mês ele está a ajudar-nos. No entanto, presistência é preciso!

Assim, estejas em que caminho estiveres, neste ciclo experimenta ficar apenas recetivo (Lua) à tua intuição (caranguejo) com bastante coração (Sol).  Aquilo que outrora foi caos pode agora dar lugar a uma nova direção de vida!

Para uma análise mais individualizada, quem tem o seu mapa astral pode ver o número da casa astrológica iniciada pelo signo de Caranguejo e através do significado dessa casa fazer algumas deduções, contextualizadas à sua vida. Será nessa área de vida onde a intuição pode ser o ponto de partida para encontrar respostas e onde a necessidade de estabelecer relações emocionais e de encontrar algo que devolva um sentimento de pertença será mais forte. Que assim seja!

Pessoas com o Sol, a Lua, Ascendente ou regente da carta nos graus 11º, 12º e 13º de Caranguejo, Balança, Capricórnio e Carneiro poderão tirar mais proveito desta Lua Nova.

intuition-quotes-6

———
Grata pela partilha do meu trabalho |  Mónica Teixeira | Serviços

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *