Lua Nova em Touro, 6 de Maio / 2016

Escutando as Mensagens do Corpo

Temos um novo encontro marcado para esta sexta-feira 6 de Maio entre a Lua e o Sol no signo de Touro ao grau 16º.

Novamente, o Sol (consciência, força vital, espirito) funde-se com a Lua (inconsciente, instinto, alma), mas não só… Este mês também vamos ter Vénus (amor, valorização, dinheiro, beleza) e Mercúrio (mente, pensamentos, compreensão, comunicação) no signo de Touro. Será então uma Lua Nova que traz à ribalta as características do signo de Touro. Um signo de Terra, Fixo, Yin e regido pelo planeta Vénus.

Vamos ter uma abundante energia prática e fértil (Terra), concentrada (Fixa) e recetiva (yin) que pode ser muito produtiva para variadíssimos assuntos “terrenos” que precisem de ser compreendidos (Mercúrio), sentidos (Lua), valorizados (Vénus) e iluminados (Sol) de uma forma paciente e amorosa, com determinação e persistência.

Como estamos num período onde 5 planetas estão retrógrados (Mercúrio, Marte, Saturno, Júpiter, Plutão), o impulso natural para iniciar da fase de Lua Nova torna-se mais contido. Assim, mais do que lançar sementes novas, esta Lua Nova fará mais sentido para (re)tomar, (re)ver, (re)conectar e/ou corrigir  algo que já teve algures no tempo um início, mas que não produziu os resultados esperados, porque  faltava aquela dose de paciência, persistência, segurança e valorização que agora se pode ir buscar na energia destes dias.

A apoiar temos um trígono de Terra (configuração de astros que formam um triângulo), envolvendo Júpiter (expansão, fé), Plutão (Transformação, renovação), a Lua e Sol. Os trígonos são padrões planetários que representam fluidez, facilidade e harmonia. Com este trígono no céu teremos maior facilidade em canalizar toda esta energia, produzindo resultados que além de práticos e consistentes, podem ser transformadores e de grande impato. No entanto, se tudo estiver “fácil” demais a preguiça pode tomar conta e os resultados não irem além do normal.

As possibilidades para se aproveitar esta Lua Nova são variadíssimas, mas vou pegar num único aspeto que acho que ressoa lindamente com esta Lua Nova e que me faz muito sentido. Ele está relacionado com o canalizar esta energia para nos (re)conectarmos com o nosso corpo, para fazermos uma revisão das suas necessidades, para o valorizarmos e sobretudo para o entendermos – desenvolver  uma relação mais segura, equilibrada e amorosa com o corpo  que se refletirá nas restantes áreas da nossa vida.

O nosso corpo físico, um aspeto fortemento terreno, é a nossa primeira casa, a parte de nós que se não funcionar bem destabiliza todas as outras áreas de vida. Ele é o nosso templo, é o veículo que nos permite andar para todo o lado. É por isso o ponto de partida para nos sentirmos seguros na nossa relação com a vida terrena. Ele precisa de (re)visões e (re)ajustes porque as suas necessidades também variam ao longo do tempo e à medida que passamos por diferentes fases na vida, principalmente as que mexem com as nossas emoções.
É importante compreendê-lo (Mercúrio), senti-lo (Lua), amá-lo (Vénus) e perceber o que ele tem de especial (Sol). Este é um momento bom para o escutarmos nas nossas meditações, compreender a sua linguagem.

Assim, numa prespectiva de dentro para fora, porque não nestes dias meditar com intensão de decifrar as mensagens que ele tem para nos dizer. Ele é inteligente, ele manifesta-se, ele dá sinais. Uma dor, um prazer, um sentimento, uma ansiedade, uma compulsão são diferentes sinais com diferentes mensagens.
Hábitos, emoções, stress tudo isso o nosso corpo carrega diariamente num aparente silêncio mas que lentamente depois vai manifestar-se dolorosamente. Vamos então procurar criar uma relação com ele assente num novo terreno. Num terreno onde o amor, aceitação e valorização são os seus nutrients principais.

Vamos honrá-lo e dar-lhe nestes dias uma atenção especial. Valorizar o que ele tem de bonito, respeitá-lo dando-lhe o alimento fisico e emocional que ele parecisa …. Procurar entender as dores emocionais escondidas nas dores fisicas, e desta forma complementar tratamentos e terapias com trabalho interior. Isto é tratá-lo de forma holistica.

Numa prespectiva de fora para dentro, porque também é importante, porque não  mimá-lo com pequenos gestos, massagens ou outras técnicas que nos ajudem a restaurar o seu equilibrio, como o  caso da acumpuntura.  No final, embelezá-lo com cores coloridas e bonitas.

Mulheres grávidas também têm nesta Lua Nova uma oportunidade muito bonita de se conectarem com os seus bebés, estabelecerem uma comunicação amorosa de coração para coração.

Esta Lua Nova e em particular este aspeto do corpo pode ser especialmente aproveitado por pessoas com Ascendente em Touro, Lua em Touro, Vénus em Touro e/ou com mapas astrais onde a 2ª casa ou 4ª casa inicia-se em Touro. No entanto, a energia está aí par todos, só temos que nos sintonizar 😉

———
obrigada pela partilha do meu trabalho |  Mónica Teixeira | Serviços

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *