Lua Cheia em Escorpião, 22 de Abril / 2016

A Lua cheia ocorre aproximadamente 14 dias depois da Lua nova. Nesta fase lunar conseguimos ver a face da Lua totalmente iluminada pela Luz Solar que nela é refletida. O ângulo Sol-Terra-Lua é agora de 180º graus. A Lua e Sol estão em lados diametralmente opostos do céu, estão astrologicamente posicionados em signos opostos/complementares.

Se na fase de Lua Nova estes astros “casam-se”, na fase de Lua cheia eles “separam-se” provisoriamente porque não vivem um sem o outro …. É um período de tempo onde o simbolismo associado ao Sol (consciência, força vital, realização, objetivos, espirito) entra em oposição com o simbolismo da Lua (inconsciente, instintos, segurança, passado, alma).  É um frente a frente entre os dois astros, uma tensão entre duas forças energéticas. Desta tensão, a “corda” cede ou uma terceira força energética nasce a partir do ponto de equilíbrio/cooperação/integração entre as duas forças opostas.

A Lua cheia relaciona-se sempre com a Lua nova anterior, ou seja, o que é vivido/sentido numa Lua cheia tem alguma relação com o que foi iniciado/semeado anteriormente, no início do ciclo lunar. É um ponto de viragem a meio do ciclo cujo propósito passa por ganhar consciência que algo precisa de ser integrado/transformado/compreendido, para haver uma continuidade criativa no que foi iniciado e que entra agora numa fase de ajuste.

Todos os meses ocorre Lua cheia mas nem todas nos afetam diretamente ou profundamente. No entanto, podemos de alguma forma tirar partido das energias em curso, mesmo que de uma forma subtil. É sempre um bom momento para reflectir e chegar a uma conclusão/decisão. De um lado sentimos a força da nossa motivação e energia vital focada em determinado(s) objetivo(s), sejam eles quais forem, e do outro lado percebemos que  algo relativo às nossas  emoções, fragilidades e passado precisa de ser clarificado e integrado na nossa caminhada.

Em fase de Lua cheia (uns 3 dias antes e durante), as meditações/reflexões são “poderosas”, podem resultar em momentos de epifania, conclusões importantes, ideias iluminadas/reveladoras para alguma área de vida/relacionamento/projeto/objetivo…

A pergunta a fazer nesta fase é do tipo: O que preciso tomar consciência na minha vida que ainda não fui capaz de integrar/equilibrar/transformar/abandonar para prosseguir o meu caminho/objetivo?


O que dizer desta Lua cheia de 22 de Abril:  Sol em Touro e  Lua em Escorpião?

Touro ensina-nos a esperar, a apreciar as coisas belas, a viver sentido e saboreando a vida confortavelmente. Através dele aprendemos a dar valor ao que a Terra e a vida proporcionam, a encontrarmos estabilidade, a sermos produtivos pela persistência e resistência. No entanto, podemo-nos tornar demasiado apegados à zona de conforto… No lado oposto, Escorpião ensina-nos que nada na vida é permanente, tudo tem o seu fim que nada mais é que o processo natural de transformação/renovação da vida. Ensina-nos a lidar com as perdas, e a encontrar nos nossos medos/desejos do tipo compulsivo-obsessivo o poder da regeneração.

Esta Lua cheia com Sol em Touro e Lua em Escorpião convida-nos a refletir nas coisas que temos (projetos, objetivos, relacionamentos, bens pessoais,… ) que nos dão estabilidade, segurança e prazer, e ao mesmo tempo, a tomarmos consciência que nada se pode manter por muito tempo sem que ocorra algum tipo de transformação/renovação. Assim, pode ser uma boa altura para identifcarmos o que podemos precisar abdicar/transformar/regenerar para que o que tem mesmo valor na nossa vida possa continuar a desenvolver-se e a produzir resultados.

Estando o eixo Touro-Escorpião associado ao amor/desejo e possessividade/controlo poderá ser um bom momento para refletir na influência que sentimentos como  possessividade, ciúme e medo de perder trazem aos nossos relacionamentos. Noutra prespectiva, e porque este é também o eixo do dinheiro pessoal/dinheiro dos outros, podemos experienciar tensão em assuntos relacionados com dinheiro.

Numa análise mais Terra-a-Terra e porque Touro é a sensualidade e beleza e Escorpião o “deitar fora”/transformar, porque não aproveitar para renovar o guarda roupa, a imagem e os hábitos menos saudáveis. Aqui o foco é eliminar ou transformar o que não nos faz sentir bonitos por dentro e por fora :).

Em que área concreta da vida esta energia se vai manifestar em cada pessoa dependerá das casas astrológicas onde a Lua cheia vai ocorrer. Quem tem o mapa astral basta ver o número da casa astrológica iniciada pelo signo de Touro e Escorpião e através do significado dessas casas fazer as deduções, contextualizadas à sua vida.

A influência será mais ou menos forte, dependendo se na carta astral a pessoa tiver o Sol e/ou a Lua e/ou Ascendente e/ou regente do Ascendente e/ou o Nodo Norte/Nodo Sul nos graus 1º,2º e 3º de Touro, Escorpião, Leão e/ou Aquário.  Pessoas nascidas entre 20 a 23 de Abril sentirão certamente a energia desta Lua Cheia.

No panorama mundial, pode ser que esta Lua Cheia ajude na tomada de decisões construtivas, principalmente envolvendo a segurança, sustentabilidade e finanças (Bancos).

Seja que cenário for, a Lua cheia convida sempre ao romance e esta em especial ocorre nos signos do amor-desejo e ocorre a uma sexta feira, dia regido pelo planeta Vénus… Será difícil resistir a este Luar 😉

———
obrigada pela partilha do meu trabalho |  Mónica Teixeira | Serviços

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *